Matei a aula e fui ao cinema
Matei a aula e fui ao cinema mesmo!!!!


É inevitável ao sair do cinema depois de um bom, velho e manjado filme ‘blockbuster’, aquela vontade de sentir novamente o filme e a adrenalina, aquela sensação estranha de quero-mais que não consegue-se livrar e que tb faz parecer a vida menos pior depois de ver o mocinho se fuder tanto... E COMO SE FODE!. Bom, o filme da vez? Spider-Man 3! Mané ‘Homem-Aranha’, é Spider Man mesmo!

Mas vamos partes. Estágio na faculdade, mas já venho me preparando para esta sessão muito falada. Mas primeiro, li e reli críticas no omelete.com.br e dizia que o filme era do tipo... absurdo! Com relação as coincidências que acontecem. Paremos pra pensar... Por que tudo, absolutamente TUDO GIRA EM TORNO DO ARANHA? Paremos pra pensar tb que assim é com nossas vidas.. somos donos de nosso próprio Universo e maneira de ver o Mundo. O filme de certa forma é isso, mas carregados de eventos realmente absurdos. Afinal, quais as chances em toda Nova Iorque em seu esplendor de cair um meteoro com um alienígena que mais parece uma meleca preta ambulante e como se não bastasse... logo no local em que o Peter Parker está tirando uma casquinha de Mary Jane?

Bom... estou adiantando novamente os fatos! Voltemos de novo, perdão a minha empolgação, mas como disse... é a sensação da qual não consegue se livrar, de querer contar tudo. Fila quilométrica, horário da sessão ideal 17:30 horas. Em meio a rapazes cheios de espinhas, senhoras de idade pedindo permissão as mesmas pessoas por vezes sobre o horário e filme (eu!), nerds de óculos fundo de garrafa e criancinhas com a camisa do Aranha, enfim, pura euforia... fomos bravamente Fernando, vulgo Bamboocha e eu na fila. Detalhe mínimo é que fomos responsáveis pela compra dos ingressos.

Ai a surpresa! Somente horário para às 20:30 horas. A Dissonância cognitiva vem: Mato aula ou encaro esta que é chata como sempre e obrigado a ver os maneirismos desmunhecados e olhos esbugalhados de meu professor? Bamboocha e só me olha “Porra Efraim, tá esperando o que rapá?” Eu, com minha irritante e constante consciência, penso, mas digo: “Que se foda a aula do viadinho!” É... The Dark Side é sempre mas tentador!

As horas passam lentamente e eu com a cara enfurnada naquele pc do laboratório ouvindo belas musicas como Wish You Were Here do Pink Floyd; Unforgiven do Metallica; U2 com Pride (In the Name of Love), In Flames com The Jester’s Dance e outras mais! Chegou a hora, queria estar com a galera pelo menos um hora de antecedência da sessão e assim foi feito.

A turma: Gustavo ou Emo pros amigos, Deborah, Mayna, Presunto com seu jaquetão e capuz branco... e só fazendo um adendo... ele parecia mais um espermatozóide gigante e ambulante! Além disso, integra tb Marolitano e Bamboocha com toda a sua sagacidade, este que cara é bahiano(????? Qual o seu Estado mesmo????), cozinheiro, cantor, finalista do concurso que poderá o levar à Paris e ser jurado em Cannes, artista marcial e futuramente salvará o mundo com suas palavras de Paz! Ahahahaha Por último e não menos importante (espero assim), eu e como sempre, involuntariamente o centro de tudo q acontece.

A espera na fila termina e adentramos ao escurinho do cinema. Meia hora sentados e discutindo os causos dessa loucura cotidiana chamada Vida! Ver todo grupo reunido trouxe uma certa sensação de plenitude fraternal!! Caraca, falei bonito, não? As luzes se apagam, o coração acelera, os dedos tremulam no braço do assento,os olhos acompanham as imagens e o típico som ao ser iniciada a projeção de imagens surge e ressona no ambiente “Ehhhh poooorraaaaaa!!!”

Bom, o filme... não quero parecer do contra, mas imagine os possíveis clichês em um filme. Vou ajudar: a típica chance de redenção, o ardor das pessoas as ruas gritando o nome do herói, a pose de fodão tendo ao fundo a bandeira Norte Americana... e claro, Peter Parker é o herói e todo filme de herói tem comumente a característica Van Damme... apanha, apanha, apanha, pra só final tirar forças do além, ou no caso, do amor pela mocinha e amizade de um antigo amigo, que vira inimigo (salada mista diga-se de passagem), pra só daí meter o cacete e passar o rodo em geral..

Pensou bem? A ilustração serviu? Bom, agora some isso ao fato de ser uma história de super-herói com um cachê milionário. O resultado? Blockbuster! Vejam bem, o filme não é ruim não... na verdade o grande forte do filme é ver o herói (e ante-herói em certos momentos) Peter Parker se fudendo na vida! Este é um grandioso consolo de filmes como esse, pois como já disse... faz a nossa vida parecer menos merda e vemos que a nossa existência não é tão ruim assim do jeito que acreditamos.

Vc pára e pensa “Realmente, e eu que pensava que era um fudido, até ver esse otário apanhar o filme todo!” e não é só fisicamente, mas psicologicamente. Se o filme fosse mais sério (e não é!), não haveria como não se identificar com Parker, um cara comum, que vive quebrado e cheio de problemas.

Minha análise se me permitem (como se eu fosse um crítico de cinema!), é um filme de Comédia com cenas de Ação! Sim, isso mesmo! Eu disse um filme de Comédia com cenas de Ação, como muito bem elucidado por Gustavo. Vou explicar. O filme tem dois pontos fortes.

O primeiro é o bom humor do roteiro. Não é sempre que vemos um rapaz de pernas tortas, lápis nos olhos e penteado Emo com um caminhar à la John Travolta em Embalos de Sábado à Noite nas ruas da Big Apple. E mais, fazendo caras e bocas, apontando o indicador e levantando a sobrancelha se achando o cara! E como se não bastasse com direito a pose de Kate Moss e dancinha de James Brown! E isso tudo nos momentos em que ele incorpora o Anti-herói, acreditem se quiserem. O lado negro de Peter é Emo!

Segundo ponto, a porrada! Essa é feita pra nego nenhum botar defeito. A galera Emo vai ficar satisfeita ao saber que Peter Parker, o mais novo emo do pedaço sabe descer o cacete como ninguém e por breves momentos tira o estigma de que emo sé sabe chorar! Ahahaahahahha A comunidade referente ao ditos cujos citados acima ficaram satisfeitos.

Quando o filme começa ficar realmente interessante, apesar das incessantes zoações, uma garrafa, ou copo, sei lá que porra era, simplesmente me alveja no meio da cabeça. O barulho característico é ouvido por meus amigos. “TÓC!” me perdoem a onomatopéia, seguido de um “Ai!” O riso impera e eu puto da vida meto bem alto ao cinema “O FILHA DA PUTA, TEM EDUCAÇÃO NÃO O CARALHO!”... Isso com a boca bem cheia e mal lavada! Foi engraçado devo acrescentar.

O tempo passa e descubro ser mais de 11 horas. Mas apesar da pressa em não perder o ônibus, foi impossível para eu não entrar, nem que fosse um pouco, no clímax da parte final do filme. Vc se aperta, fala ‘sai daí’, diz ‘ele vai sair dali ó’, mas mesmo assim... vc se contorce na cadeira e diz ‘sabia q isso ia acontyecer’ e é verdade. Mas quem se importa??? É a porrada que se quer ver! E la é servida em uma bandeja prateada ao publico do cabeça de teia. Bom, tem final feliz se querem saber, ou não né? Ai chegou a hora de ir embora e eu enfezado somente para saber quem foi o responsável pela infantilidade do ato. Se não sabe brincar, não brinque porra!

A palhaçada poderia ter machucado alguém, portanto seja esta pessoa quem for... vai se fuder e aprender a respeitar as pessoas o filho de uma puta! Perdão amigos, mas como sabem, não costumo agredir fisicamente e nem com palavras as pessoas e para tanto, recorro ao meu singelo blog para tal!

Espero que tenham gostado desta narrativa, já que eu sempre posto algum problema amoroso mal resolvido, mas lhes digo... até isso vi no filme e Deborah olhou imediatamente para mim quando expressei “Essa é a história de minha vida!” ela se pôs a rir e com razão. Mas antes, ela reclamou do teor altamente fantasioso de Spider Man e eu disse que se ela queria normalidade, que assistisse a novela da minha vida. Ela retrucou dizendo que de normal, não tem nada. Referência direta ao meu passado amoroso conturbado! Matei a aula e fui ao cinema! E não me arrependo não! Bom, amigos espero que realmente tenham se divertido e até mais!
2 Responses
  1. Jéssica Nayara Says:

    Que feio matar aula...


  2. Olha...ele é terrivel..nem sei pq fui lá ve-lo se fuder tanto..o pior era a fila gigantesa...hauah bjus te amo Efra