Carga Emocional
Na última postagem disse sobre a busca pelo sentimento de estar completo, que tentava encontrar isso na viagem. Bom, diverti-me sim. Andei pelas ruas de lá, observei as pessoas, senti o cheiro do mar, o pôr do sol (Nunca havia visto um. Não daquela forma, acreditem se quiser!) ... lembrei-me de minha infância, de situações perdidas em minha memória. Ok, Ok, me chamem de nostálgico... de saudosista. Mas ainda me lembro de andar pelas ruas de Cabo frio à noite e sentir uma leve brisa, estando na companhia de boas pessoas. E só fazendo um adendo... COMO EU ANDEI. Acho que nunca andei tanto em um curto período de tempo.

Ao chegar na noite descendo do ônibus e pondo meus pés no chão, alívio por estar horas em viagem. A casa... Aconchegante. Depois de 4 horas de viagem, esta tinha de ser! A única coisa que me vinha à cabeça era o tão falado terraço cujo qual era possível ter uma boa visão panorâmica do local e a praia com uma birita na mão.

Em noite de céu limpo é muito bem vindo estar na parte superior da casa. Deborah me diz que se quisesse, poderia dormir lá e ainda tinha um banheiro. Perguntei se a privada era a céu aberto. Pro meu azar não, afinal... não é sempre na vida que se pode dar uma bela cagada sob o luar e estrelas não? Ahahah chega a ser até mesmo poético. Cagar olhando as estrelas.ahahahahhaha. Bom, não fiz isso. Mas em compensação na mnhã, fiz algo considerado ousado para os puritanos. Pegar um bronze nu. Deveriam experimentar.. não há sensação maior de liberdade ao sentir o vento passar pelo corpo. Ahahahahahahhaha.

Faltando poucos dias até meu retorno ao Rio, um pensamento me bate. Comecei a sentir a vontade de estar de volta e questionei-me se em algum momento durante a estada na casa, eu tinha reencontrado a tal sensação de que sempre penso.

Não sei ao certo. Mas ao viajar eu quis abster, enquanto que faltando pouco tempo a voltar estava me sentindo enclausurado e com falta das obrigações. Estas mesmas que me motivam a viver cada dia, de manter a mente ocupada. Sem estas, eu acho que não viveria. As obrigações podem mudar a todo o momento, mas sempre tenho de me manter ocupado... é uma necessidade... lembram quando eu disse sobre estar em constante movimento? Então... deve ter sido isso novamente.

Mas a carga emocional mesmo não se deu lá, e sim durante os eventos da Semana de Comunicação, realizada na Universidade Estácio de Sá. Pressão, diversão, cansativo... mas os meios justificam os fins. Tudo por aquele momento... finalmente!!! Eu estava em êxtase!

Durante os preparativos desta semana engoli sapo, teve esporro, tomei pressão, fiquei puto com babaquices constantes de superiores etc... mas daí, a comemoração. Música rolando, todos dançando e zoando, jogo de luzes, eu chorando igual criança, adrenalina no corpo, a gata da festa (que infelizmente não me cabe o direito de expor o nome)...

E daí, bem no meio daquela galera toda... eu parei e disse “Acabou!”... era a minha ultima Semana de Comunicação e em breve todos que estudaram comigo vão se formar. Foi quando eu encontrei a carga emocional que procurava na viagem. Naqueles momentos em que beijei a garota, pulava, cantava, zoava, tudo fora daquele espaço físico desapareceu e no ato de comemorar a grandeza de nossos feitos, sentia-me eu mesmo. Sentia-me livre.Talvez isso seja a peça que falta. Em breve saberei qual será o próximo passo já que sempre existe um, não é mesmo? Como dito, tudo está em movimento.

Depois disso tudo só me arrependo de uma, somente uma coisa... De não ter dado aquela cagada tão merecida ao olhar os pontos reluzentes do manto negro dos céus. Poético essas palavras, não? Tais palavras não são mais poéticas do que de fato o ato em si. Imaginem!!! ahahahhahaahah Tchau!
1 Response
  1. Camila Says:

    Efra querido!

    Adorei ler suas palavras aqui, você escreve bem, umas palavras poéticas, gostei muito!
    Em relação à Semana da Comunicação, sim é a última que você participa como aluno e no ano que vem mais uma semana virá e você estará participando como um profissional, já formado mas só não pode ficar metido não! Fim de um capítulo e começo de um novo!
    Adoro você!
    Bjão =*